sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Férias!!!

Fechando 2013! Gostaria de parabenizar aos alunos que se formaram e aos que já garantiram a vaga na faculdade. Vou aproveitar para descansar um pouco e voltar em janeiro para trabalhar no meu doutorado. Nesse período de férias o ritmo do blog vai ser mais lento, mas vou postar as provas de 2ª fase da UNESP (que já rolaram), FUVEST e UNICAMP. Se aparecer mais alguma coisa interessante e importante, eu posto também! Queria agradecer a todos que visitaram a acompanharam o blog nesse ano. Aproveito também para desejar a todos um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de saúde e conquistas pessoais. Abaixo uma música e um vídeo bonito:


Munford & Sons - Lovers of the Light

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Heavy Metal na Antártida

O Metallica, uma das principais bandas de heavy metal do mundo, fez ontem, um inusitado show abaixo de zero no gelo da Antártida diante de uma plateia de pouco mais de 100 pessoas que viram o espetáculo usando fones de ouvido, para evitar impactos ambientais. "Obrigado por nos acompanhar no show mais memorável do Metallica", agradeceu James Hetfield, vocalista da banda, logo após a apresentação, no heliporto da base Argentina Carlini. Dentro de uma cúpula transparente, de 12 metros de diâmetro e seis de altura, com a beleza das intensas águas azuis da enseada Porter e o branco da geleira Fourcade como cenário, o Metallica descarregou a força do heavy metal mas, sem amplificadores, só foi possível ouvir o show usando fones de ouvido. "Esse show estará nos livros de História algum dia", disse Hetfield, cercado, literalmente, por um público tão incomum como a própria apresentação: além de um grupo de fãs, cientistas de diferentes pontos das bases perto da base Carlini, organizadores e um alguns jornalistas. Durante uma hora, o Metallica tocou alguns de seus hits mais marcantes como "Creeping death", "Sad bat true", "Blackened" e "Nothing else matters" - um hino para os fãs da banda californiana, que já vendeu mais de 100 milhões de discos em 30 anos de carreira. Na cúpula, toda a força do Metallica nos fones de ouvido e, o quase imperceptível ritmo amortecido da bateria de Lars Ulrich e os gritos dos fãs enquanto, a poucos metros, um grupo de skuas - aves autóctones da Antártida - cochilavam em uma lagoa e alguns pinguins e elefantes marinhos descansavam indiferentes ao show. Para tudo ser possível, foi preciso mais de um ano de intenso trabalho e de um rigoroso protocolo sobre o impacto ambiental supervisado pela Direção Nacional Antártica (DNA) argentina que exigiu o uso de fones de ouvido e a instalação cuidadosa de mais de 25 toneladas de equipamentos, incluindo placas solares, para evitar qualquer tipo de impacto no local. "Foi uma experiência única, aproveitei muito", contou logo após a apresentação o guitarrista da banda, Kirk Hammett, para quem o uso de fones pelo público não gerou nenhum problema, já que os músicos se comunicaram com seus próprios aparelhos auditivos. O frio, que chegou a dois graus negativos, também não afetou o grupo, já que dentro da cúpula a temperatura estava "totalmente normal" e o clima com o público. "muito quente", acrescentou. A presença do Metallica em Carlini alterou, por um dia, a atividade das bases próximas e convocou cientistas do Brasil, do Uruguai, do Chile, da Polônia, da Coreia do Sul, da Rússia e da Alemanha, que se misturaram aos 19 fãs da banda selecionados em cinco países latino-americanos para assistir à apresentação na Antártida. Fanny Vieria, pesquisadora na base uruguaia, ressaltou o cuidado ambiental: "É bom focar na Antártida para proteger um patrimônio da humanidade, um lugar de paz e de ciência, onde não importam bandeiras". Superado o desafio na Antártida, o Metallica já pensa em um novo disco para o próximo ano e em outro desafio: "Adoraríamos fazer isso de novo", brinca Hammett, que não descarta voltar a tocar no gelo.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

1ª fase FUVEST Nov/2013


No último final de semana ocorreu o exame da primeira fase do vestibular 2014 da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest). O exame foi composto por 90 questões objetivas de português, história, geografia, matemática, química, física, biologia e inglês. Na biologia tivemos uma prova muito bem elaborada abordando os seguintes temas: divisão celular, ciclo do carbono, fisiologia do sistema nervoso e do sistema excretor, filogenia dos metazoa, e DNA.  Vejam a prova e gabarito:


O resultado da primeira fase será divulgado no dia 16 de dezembro, assim como os locais de prova dos candidatos convocados para a segunda fase. As provas da segunda fase acontecerão nos dias 5, 6 e 7 de janeiro de 2014. No primeiro dia, todos os candidatos deverão fazer uma prova com dez questões de português e uma redação. No dia 6 será aplicada uma prova de 16 questões dissertativas de história, geografia, matemática, física, química, biologia e inglês. O terceiro e último dia da segunda fase terá 12 questões dissertativas, mas o conteúdo varia de acordo com a carreira escolhida pelo candidato, e pode abordar entre duas ou três disciplinas. A primeira chamada será feita no dia 1º de fevereiro de 2014. A matrícula online será nos dias 4 e 5 de fevereiro para confirmar o interesse pela vaga, e a matrícula presencial será em 12 e 13 de fevereiro. Mais informações em:

1ª Fase UNESP Nov/2013


Na semana passada aconteceu a 1ª fase do vestibular da da UNESP. As questões de Biologia foram bem elaboradas e temas como estrutura e divisão celular, especiação, sucessão ecológica foram explorados. Vejam a prova e o gabarito:


São oferecidas para o vestibular 2014 um total de 7.259 vagas em 23 cidades. A lista com os convocados para a segunda fase será divulgada em 3 de dezembro. As provas da segunda fase devem ocorrer nos dias 15 e 16 de dezembro. Mais informações podem ser obtidas no site da Vunesp:

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Mapa do Desmatamento

Um novo mapa de alta resolução das florestas - online e interativo - foi criado com ajuda do site Google Earth. A ferramenta online está disponível gratuitamente na internet e permite uma aproximação detalhada de até 30 metros. O mapa online coleta dados desde 2000, o que significa que é possível verificar como a cobertura florestal mudou ao longo da última década. Para criar os mapas interativos, foram usadas mais de 650 mil imagens do satélite Landsat 7. Entre 2000 e 2012, a Terra perdeu, em florestas, o equivalente à todo o território da Mongólia. O mapa mostra que o Brasil avançou bastante no combate ao desmatamento, mas os ganhos nesta região foram superados por forte destruição de florestas em países como Indonésia, Malásia, Paraguai e Angola. Em estudo publicado na revista científica Science, baseados em dados do projeto, os cientistas descobriram que 2,3 milhões de quilômetros quadrados de floresta foram destruídos em 13 anos. Os principais motivos do desmatamento são queimadas, atividade madeireira, pragas e tempestades. Em outras áreas, houve criação de 800 mil quilômetros quadrados de novas florestas. Com isso, o saldo final para o mundo foi de perda de 1,5 milhões de quilômetros quadrados. O Brasil foi o país que mostrou o melhor desempenho, com o desmatamento caindo pela metade na comparação entre dois períodos: 2003-2004 e 2010-2011. Já a Indonésia mais do que dobrou seu índice anual de desmatamento. No entanto, apesar dos resultados positivos até 2012, novos dados divulgados ontem pelo governo brasileiro mostram que o desmatamento piorou no país no último ano. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, disse que o desmatamento cresceu em 30% em um período que vai de agosto de 2012 até julho passado - na comparação com a mesma época do ano anterior. As florestas tropicais estão sendo desmatadas em um ritmo de 2,1 mil quilômetros quadrados por ano, dizem os pesquisadores. O mapa será atualizado anualmente e pode ser usado para monitorar os programas de combate a desmatamento. Veja:


domingo, 10 de novembro de 2013

1ª Fase UNICAMP Nov/2013


A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) acaba de divulgar os cadernos de prova da primeira fase do vestibular 2013, realizada neste domingo (10/11/2012). Nas questões de biologia temas como estrutura celular, especiação e filogenia das plantas foram cobrados. Compareceram 68.705 candidatos entre os 73.818 inscritos, dando uma abstenção de 6,93%. Os candidatos disputam 3.460 vagas em 69 cursos da Unicamp e dois cursos da Faculdade Pública de Medicina e Enfermagem de São José do Rio Preto (Famerp). A segunda fase será nos dias 12, 13 e 14 de janeiro de 2014. As provas de habilidades específicas, para os cursos de arquitetura e urbanismo, artes cênicas, artes visuais e dança, serão realizadas, em Campinas, entre os dias 20 e 24 de janeiro. Vejam os caderno de questões:


Mais informações no site da Comvest: http://www.comvest.unicamp.br/

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Aulas: Revisão 2013

Nos links abaixo estão os slides das aulas de Revisão. Coloquei informações referentes aos exercícios que estamos fazendo em sala de aula. Bom estudo!

COC Revisão 1 - Setores 141 + 143


ANGLO Revisão 1 - Setor 1402

domingo, 3 de novembro de 2013

NanoKid

Já virou tradição candidatos do Enem fazerem brincadeiras com questões do exame, mesmo que elas não tenham nenhum erro conceitual. E com a prova deste ano não foi diferente. Na parte de Ciências da Natureza, por exemplo, uma questão apresentava a estrutura de uma das moléculas de nanoputians, chamada de NanoKid, que mais parecia um boneco abrindo os braços. Embora a figura represente de fato uma molécula, candidatos não perdoaram e começaram a desenhar por cima da ilustração. Pelo Twitter, ploriferaram "nanokids" com as mais variadas vestimentas. Cada estudante compartilhava sua obra e comentava a dos colegas. O nanokid foi eleito a "estrela" do Enem. Tanto que em menos de 24h depois do primeiro dia de prova, a molécula ganhou uma página própria no Facebook, que já tem mais de 22 mil curtidas.

NanoKid Black Bloc

Quadradinho de NanoKid

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Lou Reed 1942-2013

Compositor, cantor, guitarrista, líder dos Velvet Underground, Lou Reed, um dos mais inventivos e influentes criadores da música popular americana da segunda metade do século XX, morreu no último domingo aos 71 anos em Long Island, Nova Iorque. As causas da morte ainda não foram divulgadas, mas é provável que não sejam alheias ao transplante de fígado a que o músico nova-iorquino se submeteu em Maio. Os últimos 50 anos de música rock seriam algo bastante diferente sem ele, algo que só poderia dizer-se com idêntica propriedade de um conjunto muito restrito de músicos. No final dos anos 1960, com os Velvet Underground, Lou Reed, diz o seu obituário na revista Rolling Stone, “casou beleza e barulho, ao mesmo tempo que trazia toda uma nova honestidade lírica ao rock’n roll”. Nascido em Brooklyn em 1942, Reed começou a compor canções no final do liceu, mas o percurso que o tornaria um ícone do rock só se inicia verdadeiramente quando conhece John Cale, um músico de formação clássica, natural do País de Gales, que chegara a Nova Iorque em 1963. Com Cale, Lou Reed funda a banda The Primitives, que tem algum sucesso em 1964 com o tema The Ostrich, uma paródia à música de dança. Os The Primitives são depois rebaptizados The Warlocks. E quando se juntam ao grupo o guitarrista Sterling Morrison e o percussionista Angus Maclise, nasceu não apenas uma nova banda, mas, na opinião de alguns críticos, a melhor banda de rock de todos os tempos: os Velvet Underground. O grupo não teve grande sucesso comercial nos anos 1960, mas alguém já observou que muitos dos jovens que ouviram o seu álbum de estreia, em 1967, The Velvet Underground & Nico, correram a criar as suas próprias bandas. Quase não há um tema nesse primeiro álbum, produzido por Andy Warhol, que não seja hoje um clássico da música pop. O grupo durou pouco (Cale saiu logo em 1968), mas a sua influência perdura até hoje. Com o fim dos Velvet em 1970, Reed parte para o Reino Unido, onde grava um disco com músicos dos Yes. Mas é com o disco seguinte, Transformer, produzido por David Bowie, que se torna uma estrela incontestável do firmamento rock. O tema Walk on the Wild side torna-se um sucesso, mas o disco inclui outras canções justamente célebres, como Perfect day ou Vicious. Nas décadas seguintes, Lou Reed vai sempre inovando, e muitas vezes driblando as expectativas dos seus fãs, num trajecto que inclui álbuns como Berlin (1973), o experimentalista Metal Machine Music (1975), Blue Mask(1982), New Sensations (1984), New York (1989) ou o recente Hudson River Wind Meditations, de 2007. Lou Reed era casado desde 2008 com a compositora e música Laurie Anderson. A viúva de Lou Reed, escreveu uma carta sobre a morte do roqueiro no jornal "East Hampton Star", do Estado de Nova York, em que revelou que ele morreu "feliz" e "observando as árvores".

"Aos nossos vizinhos: que outono lindo! Tudo brilhando e dourado e toda aquela incrível luz suave. Água ao nosso redor. Lou e eu passamos muito tempo aqui nos últimos anos e, embora sejamos pessoas da cidade grande, esse é nosso lar espiritual. Na última semana, eu prometi a Lou que o tiraria do hospital e voltaria com ele para casa, em Springs. E conseguimos! Lou era um mestre do tai chi e passou seus últimos dias aqui sendo feliz e atordoado pela beleza e pelo poder e pela suavidade da natureza. Ele morreu no domingo, observando as árvores e fazendo a famosa posição 21 do tai chi, com apenas suas mãos de músico se mexendo no ar. Lou era um príncipe e um lutador, e eu sei que suas canções de dor e beleza no mundo vão encher muitas pessoas com a incrível alegria que ele tinha pela vida. Vida longa à beleza que descende e atravessa e sobrevoa todos nós."

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Os 30 do Ártico


Ana Paula é uma brasileira de 31 anos que queria protestar pacificamente contra os planos da Rússia de exploração do petróleo no Ártico. Agora, ela e os 29 tripulantes do navio do Greenpeace Arctic Sunrise, estão detidos em uma prisão russa sem nenhuma perspectiva de serem soltos. Mas podemos dar a ela e sua tripulação um verdadeiro bote salva-vidas. A equipe do Greenpeace, alguns em confinamento solitário, corre o risco de passar 15 anos na prisão por conta de falsas acusações de pirataria. Qual foi o crime? Pendurar uma bandeira em uma plataforma de petróleo russa para protestar contra a perigosa perfuração em águas profundas em um dos lugares mais bonitos e frágeis do planeta. Muitos governos ocidentais já se manifestaram, mas agora Ana Paula e o Greenpeace estão pedindo à comunidade da Avaaz para ajudar a construir um verdadeiro apelo global. Juntos podemos pressionar alguns dos mais fortes parceiros comerciais e políticos da Rússia - Brasil, Índia, África do Sul e União Europeia - para pedir a libertação dos 30 do Ártico. Vamos reunir 1 milhão de assinaturas para libertar Ana Paula e seus amigos. Quando atingirmos essa meta, a Avaaz projetará seus rostos em importantes locais públicos para manter esta história nas capas dos jornais. A irmã de Ana Paula nos deu um depoimento sobre ela, e disse: "De muitas maneiras, a minha irmã é uma típica brasileira - falante e simpática, cheia de vida. Mas ela é também simplesmente extraordinária, apaixonada pela natureza desde pequena, e nunca hesitou em lutar, mesmo que isso significasse grande risco pessoal." Ana Paula e seus colegas podem perder 15 anos de suas vidas apenas por tentar pendurar uma faixa em uma plataforma de petróleo da Gazprom, a primeira deste tipo no Ártico. Esta é uma reação agressiva contra defensores do meio ambiente - deter a extração de petróleo no Ártico é proteger o último recanto intocado do planeta, onde vazamentos de petróleo são praticamente impossíveis de se limpar. O Greenpeace contratou ótimos advogados para ressaltar que os 30 ativistas foram presos em águas internacionais, o que significa que a Rússia é quem está violando a Lei Internacional dos Mares. Mas estar do lado certo da lei pode não ser o suficiente para que eles recuperem a liberdade e um destino pavoroso pode ser selado para eles ainda nesta semana, a não ser que a comunidade internacional mostre para a Rússia que não vai deixar passar este escândalo. A Avaaz possui uma voz especialmente forte nesses países, contando com milhões de membros -- já somos 5 milhões apenas no Brasil! Se conseguirmos alcançar um milhão de assinaturas em uma petição, membros da Avaaz no Brasil, na África do Sul, Índia e União Europeia poderão exercer ainda mais pressão. Assine agora para ajudar a construir um apoio de um milhão de pessoas aos 30-do-Ártico: 


Os 30-do-Ártico tiveram coragem suficiente para enfrentar a indústria do petróleo em um dos últimos recantos intocados do planeta. Por causa dessa coragem, eles estão sendo silenciados e intimidados por essas empresas. A nossa comunidade sempre se mobilizou para apoiar ativistas em todo o mundo - vamos libertá-los. 

Equipe da Avaaz.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Dia do Professor: Protestos!

Uma série de protestos em diferentes regiões do Brasil foi convocada para marcar o Dia do Professor nesta terça-feira, dia 15 de outubro. Os manifestantes convocaram os atos através das redes sociais em apoio aos profissionais da educação que estão em greve em pelo menos quatro Estados. No Rio de Janeiro, os professores das redes estadual e municipal estão em greve há dois meses para cobrar reajuste salarial e melhores condições de trabalho. Em Goiás, os professores da rede municipal, paralisados desde 25 de setembro, ocupam a Câmara de Vereadores de Goiânia para pressionar os parlamentares a vetar uma proposta de mudança na destinação do auxílio transporte aos educadores. Em Mato Grosso, a categoria está parada há mais de 63 dias para pedir reajuste salarial e melhorias na estrutura das escolas. No Pará, a greve dos docentes da rede estadual começou em 18 de setembro pela redução da carga horária e melhores salários. Além de defender as pautas pela valorização dos professores, os protestos desta terça-feira ainda têm como mote a crítica à violência policial registrada durante recente manifestações, principalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro – no dia 7 de outubro, quando houve a última grande manifestação, docentes foram seguidos por bancários e sindicalistas em uma marcha inicialmente pacífica, mas que acabou em destruição e violência a partir da intervenção de grupos conhecidos como Black Blocs. Confira alguns dos locais em que estão previstas manifestações nesta terça-feira:

São PauloA partir das 18h no Largo da Batata - Na página convocando o evento no Facebook, os organizadores cobram o fim do modelo atual para a escolha do reitor da Universidade de São Paulo (USP); reajuste de 36,74% salarial para os professores da rede estadual; cumprimento de jornada estabelecida pela lei do piso: no mínimo 33% do piso da jornada de trabalho para atividades de formação e preparação de aulas; explicações por parte do governo estadual sobre a contaminação no terreno da USP Leste; e o fim da progressão continuada ou "aprovação automática" na educação básica.

Rio de Janeiro - A partir das 17h na Candelária - No Rio de Janeiro, os profissionais da educação das redes municipal e estadual aprovaram a realização da próxima assembleia para definir os rumos da greve neste 15 de outubro, Dia do Professor - para quando também está previsto um grande ato unificado no centro da cidade. Os grevistas da rede municipal, parados há mais de dois meses, exigem 20% de aumento salarial, entre outras reivindicações, como o fim do plano de cargos e salários. O projeto foi aprovado na Câmara de Vereadores da capital fluminense, porém a sessão foi suspensa pela Justiça

Porto AlegreA partir das 18h na prefeitura - Em Porto Alegre, a pauta também passa pela educação (não à criminalização de grevistas; não ao ensino médio politécnico; pagamento do piso salarial já!), mas promete ampliar as reivindicações para outras questões (não à criminalização dos movimentos sociais; desmilitarização da Polícia Militar; e Fora Copa). Entre todos os Estados brasileiros, o Rio Grande do Sul é o que paga o pior salário aos seus professores - R$ 977 de salário básico (o piso nacional é de R$ 1567). Os educadores chegaram fazer uma greve de 19 dias, encerrada no dia 13 de setembro, mas não houve avanços na negociação com o governo estadual.

RecifeA partir das 14h na Praça do Derby - ​No Recife, o ato em apoio aos professores, em especial aos grevistas do Rio de Janeiro, começa mais cedo: 14h. A pauta é a mesma dos docentes fluminenses e, na página do evento, há um recado bem claro: "Se você é contra a greve dos professores, não entende sua função na luta por uma educação de qualidade e não entende o direito dos professores de fazerem greve, talvez esse ato não seja para você."

Brasília - A partir das 17h no Museu Nacional da República - Brasília também promove um ato em apoio aos professores, com início marcado para as 17h. A partir das 18h40min, os manifestantes pretendem caminhar em direção à rodoviária.

CuritibaA partir das 16h na Boca Maldita - O ato em Curitiba começa às 16h com uma mobilização para a confecção de cartazes e faixas. Às 18h está previsto o início da caminhada.

Belo Horizonte - A partir das 17h na Praça 7 - Em Belo Horizonte, o ato promete ser não só em apoio aos professores do Rio, mas também aos de Goiânia, igualmente paralisados, e aos demais docentes do Brasil. Na pauta consta ainda reivindicações pelo passe livre nos transportes, por uma educação pública gratuita e de qualidade e pelo fim da repressão do Estado. E, claro, contra a Copa.

Salvador - A partir das 17h na Praça 2 de Julho - "A sociedade precisa enxergar que o poder público é negligente com educação, com a saúde e demonstra, atualmente, que é totalmente displicente com as mobilizações sociais. A polícia serve para repreender aqueles que lutam pelos seus direitos e exercem seu poder na rua, esses não percebem que fazem parte da sociedade excluída e que faltam com o dever de mobilização e mudança social quando reprimem aqueles que brigam e lutam pelos seus direitos", diz o texto que convoca o povo a ir para a rua nesta terça, em Salvador.

Quem sabe teremos algo para comemorar depois!? Por enquanto, nada...


quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Aula: ENEM 2013 + Saúde


Abaixo os links da aula dica para o ENEM 2013/Saúde e para os Mapas Conceituais de Biologia. Bom estudo e boa prova!

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Ciência e Rock n' Roll

Entre os dias 13 e 22 de setembro acontece no Rio de Janeiro mais uma versão do Rock in Rio, sem dúvida um dos maiores festivais de música do planeta. E o que isto tem haver com ciência e biologia? Na verdade nesse último final de semana tivemos duas apresentações onde a relação ciência e rock n' roll fica evidente:

The Offspring

Dexter Holland, vocalista da banda, dedicou bons anos de sua vida aos estudos: é bacharel em Biologia e mestre em Biologia Molecular pela University of Southern California (USC). Também começou o doutorado, mas trancou para se dedicar ao Offspring. Dexter na verdade se chama Bryan Keith Holland, nasceu dia 29 de Dezembro de 1966, ele toca guitarra, canta e escreve as músicas do Offspring.. Dexter leva esse apelido porque ele era um aluno muito aplicado, e os colegas o chamavam de Poindexter que significa CDF. Depois do álbum Social Distortion em 1984, Dexter resolveu fazer uma banda com seu amigo Greg Kriesel, então nasce a banda Manic Subsidal que mais tarde se tornaria The Offspring, a banda assinou com a Nemesis Records e gravaram seu primeiro álbum The Offspring. Dexter se graduou em Biologia Molecular em USC, nessa época a banda havia lançado o Ignition, depois Dexter decidiu ser PhD em Biologia Molecular, estudando em UCLA, mas a banda lançou o Smash e ele abandonou os estudos para fazer a turnê do Smash. Um grande professor da UCLA incentivou Dexter a continuar estudando porquê teria um futuro brilhante, mas Dexter optou ignorar o que o professor disse e fez a turnê do Smash e largou os estudos. [Mas numa entrevista em 2004 que Dexter fez para "A folha de São Paulo" ele disse que ainda estudava Biologia Molecular quando tinha tempo]. O som de Dexter e sua banda já pode ser considerado um clássico do punk rock.


Muse

Na Mitologia Grega, as "musas" eram as nove deusas que patroneavam artes como a tragédia, a comédia, a dança, a astronomia e, claro, a música. No século XXI, a musa, quer dizer, a Muse pode ser considerada, já por essa referência básica no próprio nome, uma das bandas mais nerds de todos os tempos. As calças justas até mostram que os rapazes podem ter superado os principais sintomas de orgulho CDF, mas o universo em que eles circulam não lhes nega as raízes. Ávidos leitores de livros cabeçudos como "Hiperespaço" (Michio Kaku), "1984" (George Orwell) e "O Maior Espetáculo da Terra - As Evidências da Evolução" (Richard Dawkins), Matt Belamy, Christopher Wolstenholme e Dominic Howard têm muitas letras e títulos de canções e álbuns com temas relacionados a ficção científica, filosofia, psicologia e política. Fenômenos naturais, físicos e astronômicos ganham especial atenção - belas imagens de corpos celestes, planetas e afins também estampam as capas de discos e singles. A banda até já manifestou a intenção de tocar no espaço (!!!), a bordo das naves privadas da companhia de turismo espacial Virgin Galactic... Obsessão ou não, o fato é que ouvir Muse a fundo pode ser bastante instrutivo – cientificamente falando. O título do mais recente álbum da banda Muse, The 2nd Law: Unsustainable, faz referência direta à Segunda Lei da Termodinâmica. Além de muitas experimentações sonoras, a banda usou uma lei da Física para tentar alertar sobre a insustentabilidade do modelo de desenvolvimento adotado atualmente no mundo, em que o consumismo desenfreado só faz com que caminhemos para a beira de um abismo sem volta.

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Sua Excelência, o Presidiário!


Na semana passada, a Câmara dos Deputados decidiu manter o mandato de um deputado condenado e já preso por roubar 8 milhões de reais dos cofres públicos. Essa decisão insana nunca teria acontecido se os votos dos deputados fossem públicos! Vamos fazer desta a última vez em que o sistema duvidoso de votação secreta foi usado para resgatar um parlamentar corrupto! Envergonhado por essa situação anti-democrática, o presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves prometeu não colocar mais nenhuma proposta de cassação na pauta até que o fim do voto secreto seja votado. Esta é a nossa chance! Precisamos acabar com o voto secreto o mais cedo possível, ou então os parlamentares condenados no processo do Mensalão continuarão em seus mandatos – exatamente como aconteceu com Donadon. Precisamos agir agora e exigir o fim do voto secreto! Quase 500 mil membros da Avaaz já se uniram à petição – vamos nos juntar a eles e entregar nossas vozes à Câmara para assegurar que os deputados acabem com o voto secreto. No ano passado, nós vimos o inimaginável acontecer quando – graças a seus colegas – a deputada Jaqueline Roriz escapou da cassação, mesmo depois de ter sido flagrada em vídeo colocando na bolsa dinheiro de corrupção. Culpa do voto secreto! E agora aconteceu de novo: Natan Donadon, condenado e preso por corrupção, também foi ajudado por seus colegas. É a mesma velha história, em que nos fazem de palhaços. Na teoria, o voto secreto existe para garantir que parlamentares não sejam alvo de ameaças e mantenham sua independência ao representar os eleitores. Atualmente, porém, é apenas mais uma ferramenta usada por nossos políticos para salvar a própria pele e atender aos próprios interesses. O voto aberto não só fará com que os deputados sejam responsáveis ​​por aquilo que fazem no Congresso, mas também com que seja possível para nós exigir as mudanças que queremos para o país. Ou o Congresso acaba com voto secreto ou o voto secreto acaba com o Congresso. Todo mundo está falando sobre isso hoje. A imprensa também está indignada com o que aconteceu e há um grande número de parlamentares apoiando a proposta do voto aberto. Vamos exigir que o deputado Henrique Eduardo Alves coloque urgentemente o voto aberto na pauta, enquanto todos estão de olho e antes que esse momento acabe. Assine pela voto aberto já:


Nossa incrível comunidade está crescendo rapidamente e no epicentro das maiores mudanças que estamos presenciando em nosso país: ao longo dos últimos 18 meses, lideramos a luta contra o sistema de votação secreta que estraga nossa democracia. Vamos usar este momento para acabar com ele de uma vez por todas e criar a política limpa e transparente que merecemos. Podemos conseguir esta vitória! 

Equipe Avaaz.

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

100 Temas para o ENEM


O UOL Educação preparou um guia de estudos focado no ENEM e nos grandes vestibulares, como Fuvest, Unicamp e Unesp. Professores de português, química, física, matemática, biologia, história, geografia, filosofia, sociologia, inglês e espanhol apontaram os assuntos que consideram mais importantes em cada uma dessas disciplinas. Os mais mencionados fazem parte dos cem temas selecionados. Acessem:

terça-feira, 13 de agosto de 2013

O Desafio do ENEM


Estudantes que vão prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) vão poder testar seus conhecimentos das disciplinas cobradas na prova no Geekie Games – O desafio do Enem, uma plataforma de exercícios online que inclui planos de estudo e um grande simulado final nos moldes da prova do Ministério da Educação. As inscrições serão abertas no dia 31 de agosto. A participação é gratuita. O Geekie Games é uma parceria do G1, o portal de notícias da Globo, e a Geekie, uma startup de tecnologia aplicada à educação. Nele o participante poderá avaliar seu desempenho, detectar pontos fortes e pontos fracos em cada área de conhecimento, comparar seus resultados com os de outros participantes, fazer exercícios de reforço e aprimorar o seu conhecimento. Ao final do processo, de 9 a 16 de outubro, o aluno vai fazer um simulado online no mesmo formato do Enem. O exame do MEC será realizado nos dias 26 e 27 de outubro. Pelo Geekie Games, o aluno terá acesso ao Geekie Lab, uma plataforma na qual será possível comparar sua nota com a nota de corte dos cursos e faculdades de sua escolha, além de saber que objetos de conhecimento priorizar para atingir seus objetivos. A plataforma permite ainda que professores, escolas e secretarias de educação tenham acesso ao desempenho dos seus estudantes e possam entender as principais dificuldades dos alunos. O primeiro passo será se inscrever no programa a partir de 31 de agosto, no G1 Educação ou diretamente no site do Geekie Games. Não será cobrada taxa de inscrição. Na primeira etapa, o estudante vai fazer um teste para avaliar seus conhecimentos do conteúdo do Enem e identificar seus pontos fortes e fracos. A avaliação é dividida de acordo com as quatro áreas do Enem: ciências da natureza, ciências humanas, matemática e linguagens. O teste é feito seguindo a Teoria de Resposta ao Item (TRI), método de avaliação utilizado pelo Enem que dá pesos diferentes para as questões de acordo com seu grau de dificuldade. A prova pode ser feita em qualquer dia e horário de acordo com as possibilidades dos alunos. Não é obrigatório responder às questões de todas as quatro disciplinas, mas o ideal é que o aluno possa medir todo o seu conhecimento das áreas exigidas no Enem. A inscrição pode ser feita até o dia 9 de outubro, mas o ideal é se inscrever o quanto antes e já poder fazer uso da plataforma na qual o aluno recebe um plano de estudos personalizado feito por professores para que possa estudar usando uma plataforma interativa que identifica como ele aprende melhor. Na plataforma o aluno tem acesso a textos e vídeos sobre o conteúdo abordado nas provas. Durante esse período o professor e a escola podem acompanhar a evolução e desenvolvimento dos seus alunos e ajudá-los a se preparar para o Enem. Um ranking atualizado diariamente vai mostrar o desempenho dos alunos por área de conhecimento. De 9 a 16 de outubro, o estudante vai fazer o grande simulado do Enem. A prova terá os mesmos moldes do exame do MEC: em um dia o aluno responde a 90 questões de múltipla escolha, sendo 45 de ciências humanas e 45 de ciências da natureza, em 4h30 de prova, sem interrupções. No segundo dia, terá o mesmo tempo para responder a mais 90 questões, metade de matemática e a outra metade de linguagens e códigos. Esse simulado será aberto pra todos os alunos, mesmo aqueles que não estiverem utilizando a plataforma. O participante vai receber um relatório personalizado do seu desempenho com a pontuação obtida no simulado e a comparação do seu desempenho com as notas de cortes dos cursos oferecidos no último Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O Enem será realizado nos dias 26 e 27 de outubro. O exame tem 7,1 milhões de candidatos inscritos. Visite a página do Geekie Games:

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

15ª Semana da Biologia

O Imes Catanduva promove, entre os dias 27 e 30 de agosto, a sua XV Semana de Ciências Biológicas. O evento contará com cinco palestras de temas específicos, sempre a partir das 19h30, e será no Espaço Schettini, localizado na Rua Ourinhos, 61, Vila Soto. Inscrições podem ser feitas até o dia 26 de agosto, das 14 às 22h, na tesouraria da faculdade. O coordenador do curso de Ciências Biológicas do Imes, Prof. Dr. João Ricardo Araújo dos Santos, destaca a importância do evento, que já se tornou tradicional em Catanduva. “A Semana tornou-se referência até em nossa região por permitir o intercâmbio científico e promover debates de idéias relevantes à formação profissional e pessoal dos estudantes. Como atrativo, a faculdade procura trazer palestrantes renomados, muitos deles professores nas principais instituições do país”. Confira abaixo a programação completa da XV Semana de Ciências Biológicas do Imes:

Dia 27/08

Abertura – Prof. Dr. João Ricardo Araújo dos Santos
Palestra “Desafios e possibilidades no ensino de Biologia” – Prof. Ms. Renato Azevedo

Dia 28/08

Palestra “Conceitos e técnicas atuais na investigação do sistema nervoso autônomo” – Profa. Dra. Taís H. de Castro Sasahara

Dia 29/08

Palestra “Conservação da biodiversidade do Noroeste Paulista: Algas” – Prof. Ms. Fernando Vital
Palestra: “Uso de Geotecnologia no controle de pragas e doenças na agricultura e monitoramento de biodiversidade” – Prof. Esp. Walter Vitale Fernandes

Dia 30/08

Palestra “Plantas carnívoras” – Prof. Dr. José Antônio Proença V. de Moraes
Encerramento e confraternização “Como nos velhos tempos” (Com aquisição de adesão)

terça-feira, 6 de agosto de 2013

O Exoesqueleto de Nicolelis

O neurocientista Miguel Nicolelis publicou uma imagem em seu perfil do Facebook de como deve ficar o exoesqueleto no qual trabalha para fazer um jovem paraplégico dar o pontapé inicial da Copa do Mundo de 2014. "Revelada primeira imagem do exoesqueleto robótico que se encontra em processo de construção pela equipe internacional do projeto Andar de Novo (Walk Again Project)", diz a legenda da foto publicada pelo pesquisador. Ele diz ainda que a figura mostra os 5 módulos do exoesqueleto e o seu "backpack" (mochila) de controle. O exoesqueleto é um aparelho que envolve os membros paralisados – no caso de um paraplégico, as pernas. Ele pode ser conectado diretamente ao cérebro do paciente, que então controlaria o equipamento como se fosse parte de seu próprio corpo. Dessa forma, seria perfeitamente possível que um paraplégico chutasse uma bola, como pretende Nicolelis. A ideia é que os passos sejam controlados por sinais originários do cérebro, que seriam transmitidos de uma unidade do tamanho de um laptop em uma mochila carregada pela pessoa. O computador ainda traduziria sinais elétricos cerebrais, sendo que o exoesqueleto estabilizaria o peso do corpo e induziria as pernas robóticas do deficiente físico para coordenar os movimentos necessários. A técnica faz parte de uma linha de pesquisa conhecida como interface cérebro-máquina, com a qual o brasileiro já obteve resultados internacionalmente relevantes. Em um dos mais importantes, fez com que macacos não só controlassem uma mão virtual, como também que sentissem uma espécie de tato quando exerciam a atividade.


segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Manual FUVEST 2014


A Fuvest divulgou na última quinta-feira (01/08/2013) o Manual do Candidato do vestibular 2014, que selecionará alunos para 11.057 vagas de cursos da Universidade de São Paulo e para 100 vagas do curso de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. As inscrições serão abertas no dia 23 de agosto e vão até 10 de setembro. A taxa de inscrição custa R$ 130. O estudante de baixa renda pode solicitar a isenção da taxa até o dia 12. Pretos, pardos e indígenas de escola pública terão bônus de 5% na Fuvest. Este ano, mais 75 vagas foram acrescidas com a criação do Bacharelado em Ciências Biomédicas – Ênfases em Ciências Básicas da Saúde e em Biotecnologia em Saúde, na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, com 25 vagas; e Engenharia de Computação com ênfase em Sistemas Corporativos, oferecido pela Escola Politécnica no campus USP Leste, com 50 vagas. O número de cidades onde os candidatos poderão fazer a prova aumentou de 26 para 32, com a inclusão de Barueri (com Santana do Parnaíba), Carapicuíba, Taboão da Serra, Fernandópolis, Jaú e Limeira. A primeira fase será realizada nop dia 24 de novembro, um domingo. A prova conterá 90 questões abordando português, história, geografia, matemática, física, química, biologia, inglês, e terá algumas questões interdisciplinares. Todas as questões serão do tipo teste, com cinco alternativas, das quais apenas uma é correta. A prova começa às 13h e a duração será de cinco horas. A nota da primeira fase será utilizada tanto como critério para a progressão do candidato à segunda fase do vestibular, quanto para o cômputo da sua nota final. A segunda fase será nos dias 5, 6 e 7 de janeiro de 2014. Serão três provas de caráter analítico‐expositivo, variando, no terceiro dia, de acordo com a carreira. As provas começam às 13h e duram quatro horas. A primeira chamada será feita no dia 1º de fevereiro de 2014. A matrícula online será nos dias 4 e 5 de fevereiro para confirmar o interesse pela vaga, e a matrícula presencial será em 12 e 13 de fevereiro. Acessem o manual:

terça-feira, 23 de julho de 2013

Cosmos 2014

Confira o trailer da série Cosmos, exibido na Comic-Con! Com apresentação de Neil deGrasse Tyson e roteiro de Ann Dryan (esposa de Carl Sagan) e produção de Seth MacFarlane. O documentário terá 13 episódios (igual ao original) e estreará em 2014 na FOX. Imperdível!

Pela Profissionalização do Cientista


A grande maioria da ciência brasileira é feita por jovens que não têm seu trabalho reconhecido como tal, chamados de meros "estudantes" muitas vezes até os 30 anos de idade e além. Precisamos mudar a situação com a profissionalização do cientista.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Reforma Política Já (RPJ)

Leiam sobre o projeto REFORMA POLÍTICA JÁ:
http://www.rpj.org.br/

MATÉRIA NO ESTADÃO

MUDA BRASIL!
Não é pelos 20 centavos! É pelos 2.2 trilhões acumulados só nos últimos 17 meses! Cadê o nosso dinheiro?

Felipe Neto disse tudo:

Pandoravírus

Cientistas divulgaram nesta quinta-feira a descoberta do maior vírus já registrado. O Pandoravírus tem 1 mícron, maior do que bactérias parasitas. Além disso, seu genoma também é gigantesco, com 2,47 milhões de bases - mais do que muitos micro-organismos. A descoberta, afirmam pesquisadores, pode reabrir o debate sobre se esses seres fazem parte da árvore da vida. A descoberta foi publicada na edição online da revista especializada ScienceOs cientistas descobriram duas espécies de pandora, a maior no Chile, e outra na Austrália. Os vírus, ao contrário de outros seres, não têm a capacidade de sintetizar suas próprias proteínas e se reproduzir. Para isso, eles precisam de um hospedeiro e, por isso, muitos cientistas não os consideram seres vivos. Há 10 anos, os cientistas já haviam descoberto um vírus gigantesco, o mimivírus. O tamanho impressionou os pesquisadores que sugeriram uma teoria, controversa, de que esse ser é descendente de uma célula que perdeu parte de seus genes e se transformou em um parasita. Desde então, os estudiosos buscam outros vírus gigantes que possam dar embasamento e mais pistas para essa teoria. "De acordo com esse cenário, procurar por vírus com genomas ainda maiores era uma maneira de voltar no tempo, de olhar mais de perto, mais cedo no ancestral postulado", diz Didier Raoult, da Universidade do Mediterrâneo, em Marseille, descobridor do mimivírus. Os pandora, contudo, têm grandes diferenças com os demais vírus. Falta a eles o gene que cria uma cápsula ao redor do material genético. Além disso, seus genes são diferentes de todos aqueles conhecidos em outros seres. "A falta de similaridade pode indicar que são originários de uma célula primitiva de uma linhagem totalmente diferente das bactérias, archaea e eucariontes", diz Jean-Michel Claverie, da Universidade de Marseille e um dos descobridores do pandoravírus. O microbiólogos dividem a vida em três grande categorias. Contudo, para os cientistas, podemos ter que considerar agora a criação de novos domínios. "Estes vírus podem indicar não apenas a existência de um quarto domínio, mas também de um quinto, um sexto, etc", diz Raoult. Para alguns pesquisadores, é cedo demais para rediscutirmos a árvore da vida, mas os vírus gigantes já justificariam a discussão. "O que a descoberta do pandoravírus e do mimivírus faz é deixar mais claro que os 'domínios' da vida são concepções arcaicas que fazem nada mais a não ser deixar os vírus fora de seu lugar de direito da mesa onde a história da vida é contada", diz Curtis Suttle, professor da Universidade de Colúmbia Britânica, no Canadá.

Pandoravírus

quinta-feira, 11 de julho de 2013

terça-feira, 9 de julho de 2013

Dortox


Desenvolvido pelo Núcleo de Comunicação do INCTTOX em parceria com GEENF/FEUSP, Instituto Butantan e várias outras instituições de pesquisa, o Dortox tem como objetivo envolver o usuário em algumas etapas de pesquisa, desde a bioprospecção de toxinas naturais até o possível desenvolvimento de um medicamento que controle a dor. Para isso, utilizou-se como base uma investigação em desenvolvimento no Instituto Butantan/INCTTOX. A Dra. Yara Cury coordena, desde a década de 1990, uma pesquisa sobre a crotalfina, uma substância obtida do veneno da cascavel. No atual estágio da pesquisa, o grupo, juntamente com a indústria farmacêutica, pretende desenvolver um medicamento para analgesia. O Dortox possibilita experimentar diferentes situações, desafios e entraves que os cientistas estão sujeitos ao desenvolverem suas pesquisas. Navegue pelo aplicativo no link abaixo:

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Reunião de Emergência

Não poderia deixar de compartilhar. Impressionante a inversão de moral da nossa classe política. Seguimos na luta!


2ª Fase UNESP Junho/2013


Novamente atrasado, segue as provas da 2ª fase do vestibular de meio de ano da UNESP que ocorreram nos dias 22 e 23/06/2013. As questões de Biologia foram bem elaboradas e temas como respiração e circulação, nutrição vegetal e parasitoses foram explorados. Vejam as provas:



O resultado final está previsto para ser liberado no dia 15 de julho. Mais informações podem ser obtidas no site da Vunesp:

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Manifestações e Vestibular

Movimentos populares devem ser mais cobrados nos vestibulares

Onda de protestos no Brasil deve alavancar assunto nas provas deste ano.
Temas de redação também podem abordar questão, segundo professores.


Os protestos que marcaram o Brasil nos últimos dias e ainda ocorrem em alguns estados vão fazer com que outras mobilizações sociais registradas na história sejam mais cobradas nos vestibulares deste ano, segundo professores de cursinhos ouvidos pelo G1. Os educadores citam eventos como Diretas Já, Revolução Francesa, Primavera Árabe, Passeata dos Cem Mil, entre outros. O assunto também deve inspirar temas de redação, de acordo com os especialistas, que podem cobrar conhecimento sobre movimentos sociais de forma geral. Se vão cair questões específicas sobre o movimento atual no Brasil não é consenso entre os professores. Alguns educadores consideram que o fenômeno ainda não possui um desfecho, o que dificulta as análises, por isso não deve aparecer em forma de perguntas nos principais vestibulares. Outros acreditam que apesar do processo ainda estar em curso, algumas consequências concretas já podem ser citadas, como a revogação do aumento das tarifas do transporte público em algumas capitais, a derrubada da PEC 37, que tentava limitar o poder de investigação do Ministério Público, e a lei que transformou corrupção em crime hediondo. Por isso, a recomendação é para que os estudantes se informem dos fatos, acompanhem o noticiário por meio de sites, revistas e jornais e discutam o assunto em sala de aula. “É um processo em curso. Não tem como fazer análise sem ter claro onde as coisas vão chegar. Só vamos saber se a manifestação foi histórica depois de um tempo, se houver, por exemplo, mudanças nas próximas eleições”, afirma Célio Tasinafo, professor de história e diretor pedagógico do Cursinho Oficina do Estudante. Tasinafo conta que em 1992 foi para as ruas participar do movimento Caras-Pintadas que pedia a saída do presidente Fernando Collor, e neste mesmo ano prestou o vestibular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). “Lembro que caiu uma pergunta sobre a CPI e o tema da redação era sobre conflito étnico.” Edmilson Motta, coordenador-geral do Etapa, concorda com a previsão. “A atualidade que cai no vestibular remete a algo bem mais estabelecido e ainda não há uma maturidade para fazer análises sobre a manifestação. Não teria sentido porque o fato é muito novo.” Alex Perrone, professor de atualidades e geografia do CPV Vestibulares, e Rui Gomes de Sá, diretor de ensino do Curso e Colégio pH, concordam que os atuais protestos vão trazer à tona nos vestibulares outras mobilizações históricas, não só brasileiras, mas acreditam que o tema pode vir em forma de questões mais diretas. “Também é possível relacionar os atuais protestos com outros movimentos que ocorrem na Europa, como na Turquia. Apesar de as manifestações ainda estarem em curso, o presente já se modificou e temos situações concretas, como o fato de a corrupção ter se tornado crime hediondo”, diz Sá.

Vanessa Fajardo (Portal G1).

Abaixo mais uma música sobre revolução:

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Contra a PEC37!


A rua é do povo! E o Brasil é nosso! Milhares foram marchar ontem. Os políticos nos observam com medo e espanto. Eles não entendem que há um novo Brasil surgindo. Um Brasil que é nosso e somos nós que vamos decidir o que fazer com ele. O preço do ônibus pode subir sem diálogo com a população? Talvez no passado, agora não pode mais - nesse momento os governadores e prefeitos de várias cidades do país estão anunciando a redução das tarifas em coletivas de imprensa. A polícia pode abusar da sua força para reprimir protestos pacíficos e sair impune? Não, se não permitirmos. Balas de borracha são mais fracas do que a voz do povo. Nós, brasileiros, agora decidimos virar o jogo: somos nós, cidadãos, que decidiremos o que os políticos e as instituições públicas farão e não o contrário. Essa é a nova democracia que nasceu do povo para o povo. Dentro de alguns dias, a PEC37 será votada no Congresso. Se passar, colocará uma mordaça no sistema de defesa público, barrando a investigação de políticos corruptos. Vamos contra-atacar. Os políticos estão com um pé atrás agora e se fizermos barulho suficiente poderemos impedí-los e mostrar que a era de abuso político e impunidade acabou. Essa PEC é um erro. Alguns dos maiores escândalos de corrupção em nosso país só vieram à tona por causa das ações do Ministério Público. No entanto, a nova lei pretende retirar todo o seu poder e legitimidade para investigar práticas de corrupção e os abusos policiais e colocar essa responsabilidade nas mãos da polícia. Com a polícia recebendo ordens dos mesmos políticos que deveriam investigar, como é que vamos saber se escândalos não serão abafados? Estes protestos começaram como uma forma de expressar a frustração com as tarifas de transporte, mas se tornaram algo muito maior. Agora eles são protestos para mostrar aos nossos políticos que eles devem nos prestar contas: quando decidem gastar dinheiro com a Copa do Mundo ao invés de educação, quando passam orçamentos sem transparência, ou quando enviam a polícia para reprimir manifestantes pacíficos que estão exercendo seus direitos democráticos. O movimento que está começando agora tem o potencial para remodelar a nossa democracia para melhor, mas só se nos juntarmos e garantirmos que ele oferecerá as verdadeiras reformas que nós precisamos, começando com uma rejeição da PEC 37. Assine agora e compartilhe com os outros:


O Brasil está mudando. Estamos construindo a nação que queremos para nossos jovens, nossos filhos e netos. Juntos, nossa comunidade ajudou a trazer essa realidade mais próxima de nós com a aprovação da Ficha Limpa, pressionando os políticos por mais transparência e muito mais. É emocionante ver o que está ao alcance de nossas mãos quando nos unimos. Com esperança e determinação.

Equipe Avaaz.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Enfia os R$0,20 no SUS!

Este blog manifesta total apoio a todas as manifestações e protestos que estão ocorrendo em todo Brasil. Fazia tempo  que não via um movimento significativo da nossa sociedade  por indignação e descontentamento com a nossa situação. Chega de alienação! Vamos protestar contra a corrupção, contra a PEC37, contra o sistema financeiro vigente e contra a violência. Mais do que isso, vamos lutar pela melhoria da mobilidade urbana (a discussão vai um pouco além do aumento das passagens), por uma educação e saúde pública de qualidade.

#vemprarua


quarta-feira, 12 de junho de 2013

Tighten Up

Como é dia dos namorados, segue mais uma música que trata do amor (platônico?). Deve ser...

"I wanted love, I needed love. Most of all, most of all. Someone said true love was dead. And I'm bound to fall. Bound to fall for you. Oh what can I do?".

terça-feira, 11 de junho de 2013

1ª Fase UNESP Junho/2013


Estava devendo a prova da 1ª fase do vestibular de meio de ano da UNESP que ocorreu no dia 26/05/2013. As questões de Biologia foram bem elaboradas e temas como respiração (dica-H), hormônios vegetais, dengue, eutrofização e biologia comparada de vertebrados foram explorados. Vejam a prova e o gabarito:


A prova da primeira fase é composta por 90 questões objetivas, com cinco alternativas cada. Serão 30 questões para cada uma das seguintes áreas: língua portuguesa, literatura, língua inglesa, educação física, arte, história, geografia, filosofia, biologia, química, física e matemática. Os aprovados para a segunda fase farão as provas nos dias 22 e 23 de junho. O resultado final está previsto para ser liberado no dia 15 de julho. Mais informações podem ser obtidas no site da Vunesp:

Curso: Observatório Nacional

O Observatório Nacional (ON) oferece de 15 de julho a 29 de novembro de 2013, o curso a distância em Astrofísica Geral. Os participantes terão acesso a informações sobre a história da astronomia, a formação do universo, as características e dinâmica dos astros, entre outros tópicos. Confira o programa do curso, que faz uma viagem pela história da ciência e pelo Universo atualmente conhecido. O curso é gratuíto e as inscrições podem ser feitas de 3 de junho a 30 de agosto, no site do Observatório Nacional:


sábado, 25 de maio de 2013

Contra a Caça!


Apesar de parecer uma insana prática do passado, os safáris continuam vivos e matando centenas de animais silvestres e acelerando a taxa de extinção da fauna brasileira. Alguns biomas brasileiros contabilizam baixas dramáticas e um dos maiores motivos é a ocorrência de caça ilegal. Caça parece ser uma prática do passado, quando a ignorância humana permeava a alta sociedade dos séculos passados. Por isso, muitos podem pensar que a caça já estaria extinta há um bom tempo por se tratar de uma crueldade inaceitável por todos, salvo em situações de subsistência como as caças indígenas e de povos tradicionais. Mas a notícia da caça às onças pintadas e pardas no Mato Grosso despertou a revolta da sociedade e levantou uma questão intrigante: como isso pode acontecer em tempos em que tanto se fala sobre preservação? A verdade é que a caça continua viva e, mesmo sendo discreta, contribui para o extermínio de espécies em risco de extinção. E não é difícil imaginar o porquê. Assim como outras práticas ilegais, os safáris são atividades altamente lucrativas. É possível participar de uma caça a onça pintada pela quantia exorbitante de R$ 60.000,00. Por isso, é possível imaginar que essa atividade ilegal se trata de uma rede muito extensa com conexões em diversos países e que possui setores públicos e privados. Através dos noticiários é possível identificar os estados omissos a esse tipo de crime. Ironicamente, são estados que dependem economicamente do ecoturismo na região. Enquanto isso, os investimentos em fauna no Brasil, que já são baixos, continuarão sofrendo com os safáris clandestinos que aceleram o processo de extinção das espécies. Toda a mobilização e conscientização é importante nesse momento. Divulgue essa campanha em suas redes sociais e ajude a acabar com essa brincadeira que traz consequências muito sérias à biodiversidade. Acessem:


Fundada em 1987, a Associação Mata Ciliar é uma entidade civil sem fins lucrativos com sede em Pedreira (SP) e unidades em Jundiaí e Águas de Lindóia. Desenvolve trabalhos de conservação ambiental e um dos seus principais projetos é o “Águas do Piracicaba” que trabalha com preservação de matas ciliares e educação ambiental em 20 municípios paulistas. Também é referência na área de reabilitação da fauna com o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres e na área de pesquisa com o Centro Brasileiro para Conservação de Felinos Neotropicais. Abaixo um vídeo em que a caça e caçador trocam de papéis. Queens of Stone Age, No One Knows. Música boa, vídeo-clipe irônico!